sexta-feira, 18 de junho de 2010

A arte de não correr atrás

Amigas solteiras... Vou começar meus posts nesse blog ensinando pra vocês uma arte que eu aprendi a não muito tempo: a de não correr atrás.
Se você, assim como eu, acabou de lver um fora; um pé; um chifre... enfim, que seja, sabe como os primeiros dias são dificeis. Você vai se segurar pra não chamar ele no msn, pra não comentar naquela foto liiiinda no orkut dele. Pra não mandar reply no twitter, pra não ligar pra ele. É dificil, nós sabemos. Mas aí, vou te contar um segredo... Não é impossível!
Faz um grupo nos contatos do seu msn chamado ''proibido'' e joga ele lá. Dá unfollow no twitter. Enfim, você mais do que ninguém sabe o que fazer. E aí amiga, espera. Espera 1 semana, 2 semanas, 1 mês... Ele vai te procurar. Quem te garante isso? Eu! Experiencia própria e olha, não foi uma vez só.

A Teoria:
Imagine você: você tá sentindo falta dele, não tá? Você se corrói toda vez que vê aquele recado de outra menina, não é? Pois bem. Ele também. Mas você não sabe disso e, tecnicamente, não era pra nenhuma de nós (mulheres, solteiras e perigosas) sabermos disso. Homens podem não saber amar, mas sabem sentir saudade de vez em quando. Lembra na quinta série, quando aquele seu amigo chato e nerd passava o dia se declarando pra você? Era super chato, irritante, inconveniente... Mas no momento em que ele passou a azucrinar a sua melhor amiga, você sentiu falta. Não adianta esconder, amiga! haha Com o teu carinha, é igual. A partir do momento em que você acrescentar um pouquinho de orgulho nesse teu coração, e esquecer o quanto ele é perfeito e te faz falta, ele vai se ligar que algo tá faltando.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

The fisrt!

Antes de qualquer conclusão ou julgamente de sua parte, já aviso: não sou sua tia-avó de 45 anos que não se casou até hoje e muito menos uma tarada do chat uol a procura de um namorado.
Eu sou assim como você. Eu respiro, eu escuto música, eu escrevo... A diferença (ou não) é que sou solteira. E surtada.
Tudo começou no meu twitter pessoal; eu uso como uma forma de desabafo e percebi que meus followers não aguentavam mais meus surtos e desabafos. Então eu criei o @solteiraemcrise.
Eu percebi que poderia tornar minha solidão em algo cómico e até ajudar pessoas que são assim como eu! Mas de que forma? Eu mal sigo meus próprios conselhos, que dirá dá-los aos outros... Mas não custa tentar, não é mesmo?

Sou solteira, surtada, blogueira e apartir de hoje, sua conselheira!